terça-feira, 14 de junho de 2016

Aprendendo a orar pela Igreja Perseguida - DIP 2016

TEXTOS-CHAVES: Rm 12:10-15, Hb 13:13

INTRODUÇÃO:
A Bíblia claramente nos orienta a orarmos pelos irmãos que sofrem algum tipo de perseguição, mas como devemos orar por eles?
Pensando e orando acerca disto, primeiramente gostaríamos de dizer neste domingo  que nós cremos que a perseguição é realmente inevitável para a verdadeira Igreja. Jesus disse que o mundo nos odiaria (Jo 15:18-19), Paulo disse que “todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus sofrerão perseguições” (2 Tm 3:12).
Na verdade, as Escrituras nos mostram que a única forma de verdadeiramente glorificarmos a Deus nesta vida é nos conformarmos à cruz e aos sofrimentos de seu Filho rejeitando o pecado e tudo o que é de interesse exclusivamente humano e terreno. Vemos que Jesus em seu esvaziamento e em seu sofrimento mostrou ao mundo não só a magnitude da santidade do Pai, como também a excelência, a glória, a delícia de pertencer exclusivamente para Ele. Nós não somos daqui e por isso fomos convocados a deixar bem claro ao mundo que o valor do Pai e as suas coisas são incomparavelmente maiores, acima do que o homem pode medir. A mensagem da cruz é de fato loucura para os homens, mas é salvação para os que creem (1 Co 1:18). E é por isso então que é somente através do sofrimento que mostramos ao mundo o infinito valor de pertencer a Deus.
Ora, se quisermos ser achados no futuro á semelhança de sua gloria e ressurreição, só há uma forma que o Evangelho nos apresenta: de sermos nesta vida semelhantes ao esvaziamento e a morte de Cristo (Mc 8:35,36, Rm 6).

VEJAM A SEGUIR ALGUNS TEXTOS QUE NOS ENSINAM QUE NÃO SOMENTE IREMOS PADECER, MAS QUE TAMBÉM DEVEMOS ABRAÇAR O SOFRIMENTO COM ALEGRIA:
E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai o filho; e os filhos se levantarão contra os pais, e os matarão. E odiados de todos sereis por causa do meu nome; mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvoMateus 10:21,22

Tenho-vos dito estas coisas para que vos não escandalizeis. Expulsar-vos-ão das sinagogas; vem mesmo a hora em que qualquer que vos matar cuidará fazer um serviço a Deus. E isto vos farão, porque não conheceram ao Pai nem a mim. João 16:1-3

Porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, como também padecer por ele, Tendo o mesmo combate que já em mim tendes visto e agora ouvis estar em mim. Filipenses 1:29,30

Sede também meus imitadores, irmãos, e tende cuidado, segundo o exemplo que tendes em nós, pelos que assim andam. Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo, Cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas. Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas. Filipenses 3:17-21

E, chamando os apóstolos, e tendo-os açoitado, mandaram que não falassem no nome de Jesus, e os deixaram ir. Retiraram-se, pois, da presença do conselho, regozijando-se de terem sido julgados dignos de padecer afronta pelo nome de Jesus. E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus Cristo.  Atos 5:40-42

Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente;  Coríntios 4:16,17

Tu pois, sofre as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo. Ninguém que milita se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra.    2 Timóteo 2:3,4

E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança. Romanos 5:3,4

Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse; Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis. 1 Pedro 4:12,13


ENTÃO COMO DEVEMOS ORAR PELA IGREJA PERSEGUIDA?
     Devemos orar não para que necessariamente a perseguição acabe, mas  que o Reino de Deus avance sobre toda a terra – que a perseguição não vença os Cristãos e nem atrapalhe o avanço do evangelho (Fl 1:12-14);
      Devemos orar para que Deus se levante contra aqueles que são contrários a Cristo (At 4:29a, 1 Ts 2:14-16) – não estamos falando em amaldiçoar o que nos perseguem, mas que Deus tome providências contra ou a favor dos opressores;
      Devemos orar também para que os irmãos perseguidos falem com ousadia a Palavra de Deus, cheios do Espirito Santo, sem covardia (At 4:29b);
      Que haja sinais e prodígios para que os incrédulos creiam e se convertam (At 4:30);
    Devemos clamar para que Deus fortaleça a fé dos crentes, os consolem em suas tristezas e os guardem nas tentações (Fl 1:19-20);
      Que o Senhor edifique a Igreja e as portas do inferno não prevaleçam contra ela. Que seja levantada uma liderança forte, apta para ensinar a Palavra e encorajar as ovelhas (Mt 16:18; 2 Tm 2:2; 2 Co 7:6);
   Devemos orar para que Deus levante Evangelistas como Paulo, cheios de FÉ, intrepidez e conhecimento das Escrituras para ganhar essas nações (Mt 9:38; 2 Tm 4:5);
    Que a Igreja livre seja despertada espiritualmente para amá-los e servir o Reino nesses países orando, enviando recursos financeiros e também obreiros para a Ceira, que é realmente grande - É ordem do Senhor (Rm 15:26; Fl 4:14-18)!
      Devemos também pedir pelos necessitados, vítimas dos conflitos, sejam socorridos. A Cruz não é um masoquismo, mas um dom de Deus, uma consequência de se viver santo. Lembremos: Não devemos buscar o sofrimento, ele virá naturalmente junto com a permissão, vontade e capacitação divina. A nossa função como Igreja contudo é ajuda-los (Mt 25:32-46).
“O sangue é a semente do Cristianismo” – Tertuliano de Cartago
“De uma tentação ou saímos mártires ou saímos idolatras” – Orígenes de Alexandria
“Sua oração é muito importante. Quando perguntamos a um cristão perseguido o que podíamos fazer por ele, a primeira resposta foi: “orar”. A oração é o recurso que eles tem para resistir às dificuldades” – Portas Abertas

UM PEDIDO ESPECIAL DE ORAÇÃO:
Talvez o local mais difícil de vivermos a fé cristã seja aqui no Ocidente. O inimigo percebeu que não podia nos destruir com perseguições físicas e visíveis (com tochas, fogueiras, espadas, prisões, leões, etc), por isto decidiu tomar uma outra estratégia: de se fazer de "amigo", parceiro. Hoje não há um combate direto e claro, mas sutilmente o inimigo vai nos fazendo seu companheiro e até seu semelhante, nos destruindo sem percebermos (interiormente e não exteriormente). Somos hoje uma nação considerada “Cristã” (principalmente evangélica), mas que não é de fato convertida. O diabo colocou ao nosso redor e talvez até mesmo na nossa casa lobos fantasiados de ovelhas. Aqui somos bombardeados por inúmeros falsos profetas, pelo evangelho da prosperidade e pelo anti-Cristo que nos faz valorizar demasiadamente o presente século e não a eternidade. Não vemos a gravidade em muitas coisas pois fomos cauterizados por esse ambiente de engano.
Por que não somos perseguidos? O mundo não deveria nos odiar, se somos filhos do nosso Pai? Por que os contatos (os ouvintes) não são impressionados com a nossa vida e fé? Simplesmente porque somos iguais a eles, não buscamos coisas diferentes, não demonstramos o valor de Jesus no sofrimento pelo fato de não queremos sofrer e dá-lo a devida glória.

Que Deus tenha misericórdia do Brasil e levante uma Igreja Bíblica, santa e saudável, como luz e sal. Amém!